Join us
Login

A hiper automação e o uso de robôs como serviço

Published by Stela Lachtermacher
May 08, 2020 @ 8:51 PM

Tema do Webinar realizado pela Bridge & Co com o apoio da CIONET

O conceito de hiper automação é definido pela Bridge como uma nova capacidade de descobrir processos, analisar potencial de automação, criar robôs que executem funções de escritório repetitivas e aprendem a tomar decisões interagindo com sistemas legados das organizações, além de sistemas e serviços externos. E foram estas novidades que a Bridge apresentou no Webinar desta semana que teve o apoio da CIONET. Associados da CIONET terão condições especiais de preço na aquisição de um dos modelos da solução oferecidos.

A hyperautomation (hiper automação) representa um passo além da automação agregando ao processo inteligência artificial e é composta por RPA (Robotic Process Automation) + Machine Learninge + softwares usados nas corporações. E incrementando ainda mais o conceito, a Bridge & Co, integradora que apoia líderes nos processo de transformação digital das companhias onde atuam, passou a trabalhar com RAAS – Robot as a Service, ou seja, a robotização realizada de ponta a ponta: do procedimento a ser automatizado até sua concretização e resultados.

Para se ter uma ideia, a automação com o uso de robôs cresceu 60% desde 2018 com retornos significativos para as empresas usuárias. Segundo a sócia fundadora da Bridge, Carolina Abrantes, os robôs são máquinas inteligentes e aliados da produtividade nos processos de hiper automação, mas podem também tomar decisões ruins que resultem em falhas. E completa: “para evitar que isso aconteça é que se busca no nível 2 da hiper automação.”  

Para tanto, a Bridge passou a oferecer robôs como serviço integrando robôs ao sistema de automação da empresa. Leonardo Martins, Senior Partner da Bridge & Co destaca que todo o ambiente da Bridge fica na nuvem, o que permite oferecer SLA com altos níveis e o mesmo com relação à segurança. No Webinar, um dos clientes desta solução da Bridge, Rodrigo Garcia, Head de Customer Experience da Neogrid, mostrou como a hiper automação eliminou um backlog da empresa de 500 cadastros de distribuidores com seus CNPJs. “A robotização reduziu de uma hora para 21 minutos o tempo de cadastro, 2,8 vezes mais rápido, com 100% de conformidade e 0 de erro, liberando tempo do analista para maior relacionamento com o cliente, entre outras coisas”, afirmou.

Posted in:CIONET Brazil

You May Also Like

These Stories on CIONET Brazil

Subscribe by Email

No Comments Yet

Let us know what you think